06.08.2018

Depoimentos da equipe amarela do CEEP Ruy Pereira

Por Luciana Silva

Entrevista 1: Ana Iris, moradora do Amarante, São Gonçalo do Amarante /RN.

Repórter: Anna Luyza, Andreza e Vivian.

Dia 01 de Agosto de 2018.

Dona Ana, como foi sua experiência com o risco de energia?

" Eu estava gravida na época, fui corta o cabelo do meu esposo na máquina que a gente tinha em casa, quando eu liguei a máquina o fio estava descascado e sofri o choque que me empurrou para longe, meu marido desligou o disjuntor, não precisei ir para o hospital porque ficou tudo bem comigo e com bebê. "

 

O que você fez para prevenir caso acontecer novamente?

"Não usei mais a máquina joguei fora, não prestava mais fio, comprei outra e mudei também o ato de ser displicente e passei a observar mais. "

___________________________________

 

Entrevista 2: Maria Valencia Da Silva, moradora do Golandim, São Gonçalo do Amarante.

Dia 1 de Agosto de 2018

Reportes: Anna Luyza, Andreza e Vivian.

Dona Maria como foi a sua experiencia com risco de energia?

“Eu estava sentada no sofá ,fazendo uma ligação, distraída deparei com a minha filha de três aninhos ,mexendo em uma tomada dupla, quando eu olhei, minha filha estava com a mão grudada no fio ,me desesperei, tentei chegar até ela mas cair,ela gritou muito e conseguiu puxar a mãozinha dela do fio, fui ao médico e com sequelas a mão ficou queimada, mas ela estar bem.”

 

O que você fez para prevenir caso acontece novamente?

“Parafusei a tomada e coloquei aonde ela não alcançasse, e algumas coisas empatando.”

 

________________________________________

 

Entrevistada: Leide Vieira , moradora do Amarante , São Gonçalo do Amarante/RN.

Dia 01 de agosto de 2018 .

Dona Leide como foi sua experiência com o risco de energia ?

 " Eu estava lavando roupa e do nada escutei um barulho, era o meu filho ele tinha três anos, pensei que ele tinha caído da rede! Então corri  descalço e molhada, cheguei no quarto me deparei com ele agarrado na extensão, sem saber o que fazer tentei puxa-ló, também levei um choque, minha segunda reação foi puxar a extensão com tudo pra ela sair da tomada, quando peguei ele, vi que a extensão tinha comido a carne dos dedos e dava pra vê o osso, fui para o hospital correndo, ficou tudo bem mas até hoje tem a cicatriz . "

 

O que você fez para prevenir caso acontece de novo ?

 

" Quando isso aconteceu fiquei traumatizada,  decidi descarta a extensão e fiquei mas atenta . "

 

#ceeprpequipeamarela

#toligadonaenergia

Compartilhe nas Mídias